PrimaverAE 2021

Contexto da iniciativa

Agroecologia não é uma moda nova. O seu entendimento e o seu papel social têm evoluído e diferem segundo a visão do mundo de quem a descreve. Para o GAIA, agroecologia é não só um fim a atingir com o estabelecimento de um modo de agricultura ecológico, como também um meio de determinar a soberania alimentar dos povos, consagrando o seu direito de acesso à terra, às sementes e à sua influência sobre as políticas públicas que definem os modos de produção e de acesso ao alimento.

A floresta invisível, reflorestando o Alentejo no Monte Mimo, 2014
A floresta inivisível no Monte Mimo, 2019

Vivemos actualmente uma crise ecológica e social sem precedentes, para a qual o movimento agroecológico apresenta propostas concretas. A agricultura intensiva da revolução verde não acabou com a fome no mundo e tem efeitos ecológicos, sociais e económicos nefastos, levando à degradação ambiental, ao agravamento das alterações climáticas e à vulnerabilidade económica das populações. A agroecologia propõe-se reequilibrar as relações sociais, económicas e ecológicas dos sistemas alimentares, promovendo a produção sustentável, a autonomia e a vivência digna das populações camponesas e de quem deseja fazer um modo de vida rural ou alimentar cidades sustentáveis. Precisamos de uma revolução agroecológica que impulsione a transformação dos espaços rurais e urbanos, a diversidade e o bem viver — mão a mão, quinta a quinta, autarquia a autarquia, cidade a cidade.

Horta da Malhadinha, Mértola, Alentejo, 2020

A agroecologia que defendemos coloca as pessoas que produzem, distribuem e consomem comida no coração do sistema e política alimentares, ao invés do lucro dos mercados e das corporações.

Continua a ler sobre Agroecologia aqui.

O papel do GAIA

O GAIA pretende dar um contributo à facilitação da transição agroecológica, colaborando com redes nacionais e internacionais para apoiar o projecto social e político da agroecologia no nosso país e no mundo. Tendo levado a cabo um levantamento exploratório da situação da agroecologia em Portugal* no âmbito do projecto ERASMUS+ “trAECe” bem como iniciado contactos com redes, colectivos, organizações e indivíduos que apoiam a agroecologia, o GAIA gostaria agora de lançar o repto para a organização conjunta da celebração de uma Primavera Agroecológica, de 21 de Março a 1 de Maio de 2021.

Swale no Alentejo
Regenerando um biótopo no Alentejo

Organização da PrimaverAE 2021

O objectivo da PrimaverAE é promover o encontro entre praticantes, activistas, investigadores e entusiastas da agroecologia, de forma a estimular o debate crítico sobre os caminhos para a transição Agroecológica em Portugal. Queremos dar visibilidade aos bons exemplos práticos, compreender os seus desafios principais e apoiar o fortalecimento de redes de solidariedade entre apoiantes desta causa. Pretendemos criar um espaço de debate onde diferentes expressões da agroecologia em Portugal se encontram e dialogam, abordando as suas dimensões práticas, éticas, cientifícas, económicas, sociais, políticas e culturais. 

Ajudada no Monte MImo, Alentejo, 2019

Entre 21 de Março e 1 de Maio GAIA e os seus parceiros irão proporcionar várias tipologias de eventos em torno da Agroecologia em Portugal, entre elas:

  • (A) uma visita guiada a quintas / projectos AE;
  • (B) tertúlia sobre o estado, desafios e missão da AE em Portugal;
  • (C) evento misto com projecção de documentário ou apresentações de projectos seguido de debate;
  • (D) demonstração de uma metodologia ou ferramenta, seja agrícola, social ou tecnológica.

À medida que vamos fechando o programa para a PrimaverAE como os nossos parceiros, iremos actualizar esta página, fiquem atentxs.

Contacto para mais informações: sementeslivres@gaia.org.pt

Continua a ler sobre Agroecologia aqui.

Grupo de Acção e Intervenção Ambiental